Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Viagem Fernando de Noronha - Parte 1

Então gente, recentemente viajei para Fernando de Noronha com meu namorado e alguns amigos e como várias pessoas perguntaram como era, se valia a pena, o que tinha para fazer lá, pensei em fazer essa série de posts contando melhor sobre a viagem e o que eu fiz por lá.



Eu fiquei bem pouco tempo porque não estava de férias e só consegui um diazinho de folga no trabalho para fazer a viagem. Fiquei de quinta-feira a domingo, ou seja, quatro dias. Deu para conhecer as praias principais mas não deu para fazer todos os passeios que são muitos! O ecoturismo em Noronha é muito forte, há muita coisa para se fazer relacionada ao mar como: passeio de barco, mergulho com cilindro, mergulho com esnorkel, trilhas, mas se você quiser pode ir também somente para relaxar nas praias, que são lindas e nada lotadas, vá em frente !

Meios de locomoção: Minha sugestão? Alugue um bugre! A ilha é pequena, em pouco tempo você já começa a se situar. Tem praticamente somente uma Rua principal que corta a Ilha inteira, então não tem muito para aonde fugir. A gasolina não é barata na Ilha (assim como todas as outras coisas! Prepare-se! hahaha)
Os Taxistas na Ilha não usam taxímetro e trabalham com tarifas tabeladas somente (não é muito barato).
Há aqueles que alugam motos, mas o acesso as praias se dá em todos os casos por meio de estradas de terra bem esburracadas no maior estilo "rally dos sertões", portanto não recomendo. Deixe as motos para os locais que já estão mais acostumados.

Passagem: no meu caso eu peguei um vôo pela Gol, que tem uns aviões maiores que fazem vôos para a Ilha. Porém há vôos também da companhia Azul, que amigos usaram e falaram que teve um atendimento até melhor que o meu, uma vez que eu tinha direito somente a água (ô tristeza, nem amendoim tinha...), e na Azul tinha lanchinho (a gordinha aqui tensa porque passou fome).
Todos os vôos são durante o dia, não há vôos noturnos para Noronha. Os vôos partem ou da Cidade de Natal ou de Recife.



Hospedagem: Há uma série de Pousadas na Ilha, de todos os tipos, tamanhos e preços. Pesquise o que melhor lhe convém, a Pousada mais famosa é a Pousada Maravilha, mas essa tem que ser marcada com bastante antecedência pois a procura é muito grande. Site da Pousada Maravilha




Eu fiquei na Pousada do Marcílio que não tem site próprio, mas você pode reservar pelo Booking ou qualquer outro site de reservas on-line sem problemas. Ela não fica em frente à praia, mas fica na rua principal de Fernando de Noronha e tem um mercadinho perto que está aberto sempre. Achei a localização muito boa. Os quartos são bem separados e dão todos para a área externa, tipo chalés.





Obs: O único problema da Pousada são os sapos que aparecem a noite! Um dia demos bobeira e entrou uma rã minuscula no nosso quarto. Imagina a missão da caça da rã, pois é! Porém conversando com um amigo que possui casa na Ilha, ele disse que isso acontece por toda Ilha! Portanto se você tem medo de sapo, não recomendo muito ir a Noronha.hahaha

Internet: Quem for à Noronha vai perceber que internet por lá é bem difícil, o 3g não pega e você consegue somente acessar a internet pela rede wi-fi da Pousada. Portanto, vá preparado para esquecer que existem celulares, tablets e afins.

Taxas da Ilha: Assim que você chega na Ilha de Fernando de Noronha você tem que efetuar um cadastro e pagar uma taxa de permanência por dia de estadia, isso não está incluso nos pacotes oferecidos pelos hotéis e pousadas, portanto inclua ela como um ônus a mais no seu orçamento.
A taxa de preservação ambiental é no valor de R$48,20 reais por noite e é por pessoa. Além dela tem a taxa de preservação marinha que você precisa pagar para ter acesso a diversas praias. Inclusive a mais bonita na minha opinião, a Praia do Sancho, você somente consegue ter acesso à ela pagando essa taxa. 
A taxa de preservação marinha tem o valor de R$75,00 reais para brasileiros e R$150,00 reais para estrangeiros e vale em ambos os casos por 10 dias. Você pode efetuar o pagamento na Ilha mesmo ou evitar filas e pagar pela internet pelos sites: www.noronha.pe.gov.br e www.parnanoronha.com.br

Esse foi só um post explicando melhor essa parte burocrática e chata da Ilha, mas amanhã começo a falar para vocês sobre os restaurantes legais que eu fui e o que eu fiz na ilha de passeios.

Por hoje é só, beijocas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário